quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Embaixo de um viaduto...

A foto retrata um grupo de meninos sentados no chão embaixo de um viaduto. Em frente a eles, dois homens escrevem com giz branco em quadros negros colados a um paredão de concreto próximo ao viaduto. Os meninos copiam o que os homens escrevem. Ao fundo, várias bicicletas estacionadas. No topo, em fundo preto, letras brancas maiúsculas e em espanhol, lê-se: Cuando se nace pobre, ser estudioso es el mayor acto de rebeldia contra el sistema. No canto inferior direito, em letras brancas, a frase inserida em um quadrado preto: Eu luto pela educação.
A foto retrata um grupo de meninos sentados no chão embaixo de um viaduto. Em frente a eles, dois homens escrevem com giz branco em quadros negros colados a um paredão de concreto próximo ao viaduto. Os meninos copiam o que os homens escrevem. Ao fundo, várias bicicletas estacionadas. No topo, em fundo preto, letras brancas maiúsculas e em espanhol, lê-se: Cuando se nace pobre, ser estudioso es el mayor acto de rebeldia contra el sistema. No canto inferior direito, em letras brancas, a frase inserida em um quadrado preto: Eu luto pela educação.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

The last selfie...

Foto em dia de sol em um terreno vazio com capim alto, um gato amarelo do peito para cima com as patas dianteiras abertas a frente e levemente inclinado para trás, com olhos arregalados, mira a lente da câmera. Atrás, na direção do gato, três cachorros com a boca aberta correm em disparada. No rodapé, inserido em uma faixa vermelha, escrito em letras maiúsculas brancas: The last selfie, dois pontos e fecha parênteses.(Símbolo da carinha sorridente)
Foto em dia de sol em um terreno vazio com capim alto, um gato amarelo do peito para cima com as patas dianteiras abertas a frente e levemente inclinado para trás, com olhos arregalados, mira a lente da câmera. Atrás, na direção do gato, três cachorros com a boca aberta correm em disparada. No rodapé, inserido em uma faixa vermelha, escrito em letras maiúsculas brancas: The last selfie, dois pontos e fecha parênteses.(Símbolo da carinha sorridente)

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Quase apanhei...

Foto. Em um canto da lateral de uma churrasqueira e a parede azulejada em bege, um cesto vazado de plástico verde repleto de roupas sujas empilhadas de maneira cônica, no alto da pilha, uma estrela vermelha estrategicamente colocada. O texto diz: Montei uma árvore de Natal pra minha mulher. Quase apanhei.
Foto. Em um canto da lateral de uma churrasqueira e a parede azulejada em bege, um cesto vazado de plástico verde repleto de roupas sujas empilhadas de maneira cônica, no alto da pilha, uma estrela vermelha estrategicamente colocada. O texto diz: Montei uma árvore de Natal pra minha mulher. Quase apanhei. 

domingo, 10 de dezembro de 2017

Snoopy...

Tira da história em quadrinhos Peanuts, do cartunista Charles Schulz, com quatro quadros, dois personagens e falas em balões – Snoopy o cãozinho beagle de Charlie Brown é extremamente inteligente. Apesar de não falar, de vez em quando externaliza seus pensamentos para os leitores. Ele é branco com orelhas pretas, olhos miúdos e focinho com uma bolinha preta na ponta. A cabeça dele tem o formato de um feijão, o corpo tem poucas manchas pretas e as patas são curtas. Lucy é uma garota mandona e egoísta demais. Vive tirando sarro da cara de Charlie Brown e tem uma paixão não-correspondida por Shchroeder. Ela tem rosto redondo, cabelos crespos curtos e escuros, olhos miúdos, nariz pequeno em C entre os olhos e a boca é um risco. Quadro 1- Snoopy está concentrado, sentado no telhado da sua casinha, ele estende as patinhas em direção à máquina de escrever, no topo do quadrinho lê-se: Querida namorada, sinto sua falta de manhã, de tarde e de noite. Quadro 2- Snoopy sentado no telhado da casinha observa abaixo, Lucy que segura a carta, ela lê e comenta séria: Isso é muito vago... Quadro 3- Lucy devolve a carta e aconselha: Ao escrever para uma garota, você precisa ser mais específico... Quadro 4- Snoopy começa outra carta: Sinto a sua falta às 8:15, às 11:45 e às 21:36...
Tira da história em quadrinhos Peanuts, do cartunista Charles Schulz, com quatro quadros, dois personagens e falas em balões – Snoopy o cãozinho beagle de Charlie Brown é extremamente inteligente. Apesar de não falar, de vez em quando externaliza seus pensamentos para os leitores. Ele é branco com orelhas pretas, olhos miúdos e focinho com uma bolinha preta na ponta. A cabeça dele tem o formato de um feijão, o corpo tem poucas manchas pretas e as patas são curtas. Lucy é uma garota mandona e egoísta demais. Vive tirando sarro da cara de Charlie Brown e tem uma paixão não-correspondida por Shchroeder. Ela tem rosto redondo, cabelos crespos curtos e escuros, olhos miúdos, nariz pequeno em C entre os olhos e a boca é um risco.
Quadro 1- Snoopy está concentrado, sentado no telhado da sua casinha, ele estende as patinhas em direção à máquina de escrever, no topo do quadrinho lê-se: Querida namorada, sinto sua falta de manhã, de tarde e de noite.
Quadro 2- Snoopy sentado no telhado da casinha observa abaixo, Lucy que segura a carta, ela lê e comenta séria: Isso é muito vago...
Quadro 3- Lucy devolve a carta e aconselha: Ao escrever para uma garota, você precisa ser mais específico...
Quadro 4- Snoopy começa outra carta: Sinto a sua falta às 8:15, às 11:45 e às 21:36...

sábado, 9 de dezembro de 2017

Chico, o gato!

Foto.Na caixa de uma rede social.No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico,um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo,à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Ao centro, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: Quando o cara é bonito, chamam de gato, quando não presta, chamam de cachorro e depois eu que sou o traiçoeiro?
Foto.Na caixa de uma rede social.No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico,um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo,à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Ao centro, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: Quando o cara é bonito, chamam de gato, quando não presta, chamam de cachorro e depois eu que sou o traiçoeiro?

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Três mulheres...

Foto ​noturna com efeito desfocado​. ​Em uma calçada, três mulheres de costas caminham ​cambaleando e ​de braços dados. A do meio, ​baixa a cabeça pesadamente e o corpo ​pende a frente ​levemente inclinado​. ​As outras, ​abrem os braços​ nos respectivos lados e seguram uma garrafa. São loiras, cabelos soltos e o trio usa salto alto, duas de shorts e a outra de saia. No topo lê-se: Nos até queria ser do lar; e no rodapé: mas nós não resiste a um bar!​ Ao lado direito, desenho de duas canecas de chopp.
Foto ​noturna com efeito desfocado​. ​Em uma calçada, três mulheres de costas caminham ​cambaleando e ​de braços dados. A do meio, ​baixa a cabeça pesadamente e o corpo ​pende a frente ​levemente inclinado​. ​As outras, ​abrem os braços​ nos respectivos lados e seguram uma garrafa. São loiras, cabelos soltos e o trio usa salto alto, duas de shorts e a outra de saia. No topo lê-se: Nos até queria ser do lar; e no rodapé: mas nós não resiste a um bar!​ Ao lado direito, desenho de duas canecas de chopp.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

E você aí...

Foto em dia de chuva. Foco em um buracão no meio de uma via asfaltada. Detalhe: o buraco em forma de coração está cheio de água lodosa. No topo, em letras gigantes lê-se: E você aí; e no rodapé em letras menores: Achando que o prefeito não te ama.
Foto em dia de chuva. Foco em um buracão no meio de uma via asfaltada. Detalhe: o buraco em forma de coração está cheio de água lodosa. No topo, em letras gigantes lê-se: E você aí; e no rodapé em letras menores: Achando que o prefeito não te ama.